Conheça o PlanMob-BH

O que é um plano de mobilidade?

O Plano de Mobilidade é um instrumento de planejamento, obrigatório às cidades com mais de 20.000 habitantes e com outras características, que tem por objetivo efetivar os princípios, diretrizes e objetivos da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.576/2012). O conteúdo do Plano deve conter, por exemplo, os serviços de transporte público coletivo, a acessibilidade para pessoas com deficiência e restrição de mobilidade, a integração modal e outros tantos elementos.

O PlanMob-BH

O PlanMob-BH, foi desenvolvido entre 2007 e 2010. Ele trouxe o desafio de mudança de paradigma em direção à mobilidade urbana sustentável. O PlanMob-BH foi finalizado em agosto de 2010 e apresentado à sociedade em julho de 2011. Com objetivo de melhorar seu conteúdo e conectá-lo ao Plano Diretor, ele foi revisto na IV Conferência de Política Urbana. Com as diretrizes estabelecidas nesse processo, o Plano passou por uma revisão técnica em 2016, no âmbito do Observatório da Mobilidade Urbana. A partir daí, o Plano passou a ter oito eixos, 23 programas, 175 medidas, metas claras para melhoria da mobilidade e diversos indicadores para acompanhar sua execução para a gestão da demanda e melhoria da oferta, distribuídos em três horizontes temporais (2020, 2025 e 2030).

A Plataforma

Esse processo longo e complexo de elaboração e revisões do PlanMob-BH gerou diversos documentos, desde o diagnóstico à lista de ações e seus respectivos valores, tornando difícil a compreensão, apropriação e envolvimento de atores dos mais diversos segmentos sociais com a execução e monitoramento do Plano. A Plataforma tem, então, o objetivo de facilitar o entendimento destes atores sobre o PlanMob-BH, despertar a curiosidade da sociedade sobre seu conteúdo e engajar pessoas, em especial, no monitoramento da implantação do Plano.

Quem idealizou

Desde que foi criado, em 2008, o Movimento Nossa BH tem se envolvido e tentado dar difusão às discussões, debates e diálogos sobre mobilidade urbana na capital mineira e, mais recentemente, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Nesse sentido, a idealização dessa plataforma tem por fim dar insumos para que mais atores sociais possam se envolver no que diz respeito à mobilidade em Belo Horizonte.